Prefeitura irá apoiar retomada do funcionamento de sistema de dessalinização do Programa Água Doce em Juazeiro

Início Prefeitura irá apoiar retomada do funcionamento de sistema de dessalinização do Programa Água Doce em Juazeiro


A Prefeitura de Juazeiro irá apoiar a retomada do funcionamento de sistemas de dessalinização, que foram instalados em comunidades rurais com dificuldades de acesso à água potável de qualidade. O assunto foi tratado em reunião entre representantes da gestão municipal e da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA/BA), que vieram à cidade para esclarecer alguns pontos sobre a operacionalização do Programa Água Doce (PAD) no município.

O encontro teve a presença do subcoordenador de obras civis e dessalinização do Programa Água Doce na SEMA/BA, Cassiano Lemos Júnior, do assessor especial da prefeitura, Rivas Espínola; do gestor da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (Adeap), Assis da Apolo; da técnica em Meio Ambiente do Sistema de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), Thais Lima; e do diretor de meio ambiente da Secretária de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb), Alexandre Batista. Ainda fizeram parte da comitiva da SEMA/BA, o suplente da coordenação e subcoordenador de sustentabilidade social do PAD, Magno Monteiro; o subcoordenador de mobilização social, Adriano Zeferino; e o membro de monitoramento e manutenção da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Iago Ravel.

Juazeiro é um dos 55 municípios baianos beneficiados com o PAD, recebendo entre os anos de 2016 e 2017 a implantação de 9 sistemas de dessalinização, sendo que quatro deles instalados no Salitre estão parados por motivos diversos, segundo o subcoordenador de obras civis e dessalinização do Programa Água Doce na SEMA, Cassiano Lemos Júnior. Os equipamentos parados ficam nas seguintes localidades: comunidades Manoel Patrício/ Cruz/ Papeiro, Serra da Madeira, Tanque Novo dos Gomes e Bargado.

“Nós viemos a Juazeiro para apresentar à gestão municipal o panorama atual do Programa Água Doce, que tem a capacidade de transformar em água potável, através de dessalinizadores, a água salobra, beneficiado assim famílias que vivem em comunidades que, em sua maioria, são atendidas por carros-pipa. Dos nove sistemas implantados em Juazeiro, atualmente quatro estão sem funcionar. E nós viemos dar ciência à gestão sobre essa situação e pedir o apoio da prefeitura nesse trabalho de retomada. A receptividade da gestão foi a melhor possível, que demonstrou interesse e se colocou à disposição para essa ação”, declarou Cassiano Lemos Júnior.

Trabalho multidisciplinar

Ao final do encontro ficou definido que uma equipe multidisciplinar da Prefeitura de Juazeiro, formada pela Adeap, Semaurb, SAAE e Sesau, fará o acompanhamento da retomada do funcionamento dos sistemas de dessalinização e dará o suporte necessário para a operacionalização do Programa Água Doce nas comunidades rurais do município.

“A Semaurb vai trabalhar em conjunto com as outras secretarias. Juntos vamos monitorar, dar suporte e realizar um trabalho social, para que desmistifique e alavanque o Programa Água Doce perante as comunidades que foram beneficiadas com os sistemas de dessalinização de água. A Prefeitura também irá contribuir na reativação junto aos governos do estado e federal”, pontuou o Diretor de Meio Ambiente da Semaurb, Alexandre Batista.

Sobre o Programa

O Programa Água Doce (PAD) é uma ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) em parceria com diversas instituições federais, estaduais, municipais e sociedade civil que visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de qualidade para o consumo humano por meio do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas, incorporando cuidados ambientais e sociais na gestão de sistemas de dessalinização, buscando atender, prioritariamente, localidades rurais do Semiárido Brasileiro.

O PAD é executado por meio de parcerias com todos os estados do Nordeste e Minas Gerais. São 10 (dez) convênios em execução, com investimento de aproximadamente R$ 250 milhões de reais para fornecer água de qualidade à 1.200 comunidades rurais do semiárido brasileiro.

PAD/Bahia

Na Bahia, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado da Bahia (SEMA/BA) é a coordenadora do Programa Água Doce, através de convênio firmado em 2012 com o Governo Federal, que tem como meta a implantação e gestão de 291 sistemas de dessalinização, beneficiando cerca de 160 mil pessoas, em 55 municípios, e com o investimento previsto de mais de R$ 71 milhões. O Instituto de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos da Bahia (INEMA) é a interveniente, e tem como unidade executora a Companhia de Engenharia Hídrica e Saneamento da Bahia (CERB). Também conta com a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), contratada para realizar o Monitoramento e Manutenção dos sistemas implantados, com o objetivo de mantê-los funcionando, gerando água de qualidade às comunidades remotas do semiárido baiano.

Texto: Edísia Santos – Ascom Semaurb/ PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube