Prefeitura de Juazeiro articula implementação de filosofia militar nas escolas para reforçar aprendizagem

Início Prefeitura de Juazeiro articula implementação de filosofia militar nas escolas para reforçar aprendizagem
A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), vem discutindo com o Comando de Policiamento da Região Norte (CPRN) a aplicação da filosofia militar em duas escolas do município: Paulo VI e CAIC – Misael Aguilar. A medida visa fortalecer, no ambiente escolar, valores como, disciplina e organização para refletir positivamente nos índices de aprendizagem dos alunos.

Nesta segunda-feira (20), a secretária de Educação e Juventude, Normeide Almeida, se reuniu com o comandante do CPRN, coronel Valter Araújo, para tratar do projeto. Participaram do encontro: o vereador Renato Brandão, a chefe do Setor de Planejamento do Comando Regional, major Raquel Reis, a superintendente Administrativo e Financeiro da Seduc, Marileide Jericó e a assessora técnica da Seduc, Isabel Cristina Rosa.

(Foto: Ascom/PMJ)a

Normeide Almeida, ressaltou que as escolas militares costumam apresentar excelentes resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e quer replicar a experiência em Juazeiro. “Estamos acompanhando o sucesso da aplicação do modelo em municípios da região, como Sobradinho e Sento-Sé. Destaco que a parte pedagógica continuará sendo construída e orientada pelos nossos coordenadores em consonância com a Seduc. Esse é um projeto que já vinha sendo pensado pela nossa prefeita Suzana Ramos, junto com o ex-comandante da Polícia Militar da Bahia, Coronel Anselmo Bradão”, contou a secretária.

A major Raquel Reis explicou que a filosofia militar prega a valorização da família, da disciplina e da organização para a formação de cidadãos de bem. “Recebemos com felicidade e honra a solicitação da Seduc e estamos à disposição para colaborar. Essa força integrada trará tudo de bom para a nossa cidade”, comentou.

Convênio

No início do mês de outubro, a secretária Normeide Almeida se reunirá, em Salvador, com o Comando Central da Polícia Militar para acertar os detalhes para o fechamento do convênio. A previsão é que os militares comecem a prestar apoio nas escolas a partir de 2022.

Texto: Marcela Cavalcanti – Ascom/Seduc/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube