Documento norteador das escolas, Projeto Político Pedagógico das unidades municipais passará por reelaboração para garantir recomposição das aprendizagens

Início Documento norteador das escolas, Projeto Político Pedagógico das unidades municipais passará por reelaboração para garantir recomposição das aprendizagens


A pandemia de Covid-19 trouxe diversas implicações para a educação em todo o mundo. Desenvolver estratégias que garantam a recomposição das aprendizagens e avanços educacionais fazem parte dos objetivos da Prefeitura de Juazeiro, para a rede municipal de ensino. Nesta terça-feira (13), a Secretaria de Educação e Juventude (Seduc) deu o pontapé para a reelaboração dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPPs) das escolas municipais, que tem entre os objetivos, a atualização dos documentos, a partir da realidade de cada instituição, para recuperar defasagens decorrentes do período pandêmico.

Com a participação de gestores escolares, vices e coordenadores pedagógicos das escolas municipais, foi realizado um evento para apresentação da proposta de revisão do documento, que contou também com a participação do assessor especial de governo e representante da prefeita Suzana Ramos, Rivadávio Espínola Ramos; do secretário de Educação e Juventude, Wank Medrado; da coordenadora da equipe técnica do comitê local de gestão colaborativa de formação para reelaboração dos PPPs, Alexandrina Araújo; do presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Lino Marcos da Silva; e de equipes técnicas/pedagógicas da Seduc.

Na ocasião, o professor Josemar Amorim, que é especialista em Educação, Pobreza e Desigualdades Sociais, e também secretário de Educação adjunto na cidade de Casa Nova (BA), conduziu um seminário que ressaltou a importância dos PPPS e de sua reelaboração com a participação efetiva da comunidade. Ainda no evento, os participantes também receberam orientações sobre a formação dos comitês escolares que irão conduzir os trabalhos nas escolas, bem como informações sobre como realizar a reconstrução dos PPPs.

O secretário Wank Medrado destacou a importância do PPP para uma gestão democrática nas escolas. “É a partir das vivências e realidades que cada unidade escolar vivencia, que se constrói esse Projeto Político Pedagógico. Nós já podemos nos orgulhar de termos construído o nosso currículo escolar e, com toda certeza, esse PPP, a partir de sua reelaboração nos traz, definitivamente, o caminho de uma gestão democrática e participativa, que é o que a gente sempre desejou à frente da educação”, frisou o secretário.

A reelaboração

A proposta de reelaboração dos PPPs foi encabeçada pela União dos Dirigentes Municipais da Educação da Bahia (Undime-BA) e além da entidade, o Itaú Social, a Universidade Federal do Estado da Bahia (UFBA) e União dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME) também integram a coordenação do programa formativo que orienta as escolas sobre a reelaboração dos documentos norteadores das unidades de ensino baianas.

A coordenadora Alexandrina Araújo destacou a importância das instituições citadas e a preocupação do município em atenuar as defasagens da pandemia na educação. “Essas instituições coordenam formações para o comitê gestor que será um multiplicador para os comitês escolares. Durante os dois anos de afastamento escolar, devido à pandemia, nossos alunos tiveram as aprendizagens comprometidas, e a gente sabe que não é um problema somente do nosso município, mas um problema mundial. Então, o município de Juazeiro tem uma preocupação muito grande em recompor as aprendizagens”, explicou a coordenadora.

As escolas já formaram comitês para reconstrução dos PPPs e o prazo estipulado para apresentação dos documentos, que deverão refletir as opções e escolhas da comunidade escolar e externa, é no dia 14 de dezembro, por meio de audiências públicas.

Participante do evento, Adriana Menezes avaliou positivamente a iniciativa. “Dar uma ênfase, uma importância tão grande a um documento que é tão importante para uma escola, é o primeiro ano que estou vendo acontecer. Transformar em municipal, em município, em único, isso é perfeito, estou amando”, finalizou a educadora.

Texto: Brena Souza – Ascom/Seduc/PMJ
Fotos – Pedro Angelo/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube