Com ações afirmativas de inclusão, Prefeitura de Juazeiro realiza programação em alusão ao Dia Municipal de Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down

Início Com ações afirmativas de inclusão, Prefeitura de Juazeiro realiza programação em alusão ao Dia Municipal de Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down

Com ações afirmativas de inclusão, Prefeitura de Juazeiro realiza programação em alusão ao Dia Municipal de Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down

Secretaria de Educação e Juventude - SEDUC

Autor: Secretaria de Comunicação - SECOM

Com ações afirmativas de inclusão, Prefeitura de Juazeiro realiza programação em alusão ao Dia Municipal de Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down

28/03/2023 19h15 Atualizado há 2 meses atrás

O dia 21 de março é instituído no Calendário Oficial de Eventos do Município, por meio da Lei Nº 3.091/2022, como o Dia Municipal da Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down, ele representa a defesa dos direitos, da inclusão e do bem-estar dessas pessoas. Pensando nisso, a Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), por meio do Centro de Atendimento Psicossocial – Espaço Humanizar/NAPSI, promoveu na tarde desta terça-feira (28), um bate-papo com famílias de alunos com síndrome de Down da rede municipal de ensino, abordando o tema: “Conosco, Não Por Nós”.

O evento contou com a participação do vereador Renato Brandão, autor da Lei Municipal de conscientização sobre a pessoa com síndrome de Down. “O intuito de criar essa Lei, nasceu da necessidade de inserir essas pessoas de forma integral na convivência social, através de políticas públicas capazes de promover ações inclusivas e participativas, por meio de iniciativas educacionais, onde a pessoa com Down seja acolhida e assistida em espaços de ensino, trabalho, esporte, lazer e todos os contextos que assegurem os seus direitos, e a faça se sentir única, e não diferente”, comentou o vereador.

Em 21 de março também é comemorado o Dia Mundial da Síndrome de Down. Data oficialmente reconhecida pelas Nações Unidas desde 2012. “Juazeiro tinha um histórico de carência de assistência a esse público. Já havia o Dia Mundial da Síndrome de Down, mas com a criação do Dia Municipal de Conscientização sobre a Pessoa com Síndrome de Down, através da gestão Suzana Ramos, com o apoio e articulação do vereador Renato Brandão, essas pessoas puderam ganhar visibilidade, amparo, assistência, e um espaço exclusivamente pensado para atendê-las, com equipe multiprofissional altamente qualificada. É um passo muito significativo, pois nosso município nunca pôde contar com um aparato dessa dimensão, como o Espaço Humanizar tem oferecido”, avaliou Gentil Lisboa, convidado homenageado em memória do seu irmão Virgílio Lisboa, que nasceu com síndrome de Down, e era popularmente conhecido e estimado no munícipio.

“Minha filha estudava na rede privada de ensino e nunca obteve qualquer tipo de assistência, mesmo eu custeando a permanência dela na escola. Foi quando recebi a orientação de transferir ela para a rede pública, e eu me surpreendi. Minha filha atualmente estuda na rede municipal de ensino, e conta com todo apoio e assistência que ela necessita, incluindo Atendimento Educacional Especializado exclusivo para suprir as demandas dela, assegurando a permanência dela na escola sem qualquer transtorno”, elogiou Mayara Enaide Silva Moraes, mãe de Larissa Moraes Silva, estudante da Escola Municipal Professora Leopoldina Leal.

O bate-papo foi ministrado por Raylene Rêgo, psicopedagoga do Espaço Humanizar/Napsi, com contribuições de Lizziane Belfort e Luciana Brito, assistentes sociais do Espaço Humanizar/Napsi, e de Greice Kelly Fonseca, mobilizadora do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), da coordenadora operacional do Busca Ativa Escolar, Suzimeire Alcântara, e de Jumária Monteiro da Costa, coordenadora do Núcleo de Apoio Psicossocial e Inclusão (Napsi) da Seduc, que falou sobre a ação.

“Reafirmando o compromisso da gestão Suzana Ramos, com essa causa tão necessária, buscamos criar espaços de visibilidade social, debate e inclusão, promovendo uma mobilização junto às pessoas com síndrome de Down, não apenas para elas, mas trazendo as famílias para compartilhar desafios, e celebrar as conquistas já alcançadas, pensando em novas ações de inclusão e convivência com diversidade, sempre alinhada com o desenvolvimento integral das pessoas com Down, acreditando que nascer com a síndrome não impede uma vida cheia de oportunidades e realizações”, disse Jumária.

Texto: Camila Santana – Ascom/Seduc/PMJ
Fotos: Ícaro Alexandre – Ascom/PMJ


Facebook Instagram Youtube