Secretaria de Saúde de Juazeiro explica fluxo de marcação de consultas e exames no município

Início Secretaria de Saúde de Juazeiro explica fluxo de marcação de consultas e exames no município

Para otimizar a marcação de consultas e exames no município, a Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau) ressalta mais uma vez para a população o fluxo de marcação desses procedimentos. Só devem realizar a marcação diretamente na Secretaria de Saúde alguns públicos específicos que possuem prioridade no atendimento. Devem realizar a marcação na Sesau apenas:

– Pacientes Oncológicos

– Com Fibromialgia

– Com Lúpus

– Paciente que estão em Tratamento Fora do Domicílio (TFD)

– Pré-operatório

– Ressonância

– Tomografia

– Cateterismo

Para fazer a marcação na Secretaria de Saúde é preciso apresentar obrigatoriamente a seguinte documentação:

– Os pacientes do TFD precisam apresentar o carimbo e o número do prontuário. A Secretaria de Saúde irá disponibilizar uma carteirinha para estes pacientes e os atendimentos somente serão com a apresentação deste documento;

– Oncologia – Os pacientes oncológicos precisam apresentar a carteirinha do tratamento;

– Fibromialgia – estes pacientes devem apresentar o relatório médico da doença;

– Lúpus – Estes pacientes devem apresentar a carteirinha e o relatório médico;

– Pré-Operatório – É preciso apresentar as requisições de pré-operatório;

Todos os pacientes precisam apresentar além desta documentação, o documento oficial com foto, o Cartão SUS e as guias médicas.

Todos os demais pacientes devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs). “Muitas pessoas que não estão incluídas nestes públicos acabam indo fazer a marcação diretamente da Secretaria de Saúde e isso gera uma sobrecarga, principalmente no período de abertura de agenda. Quem não se encaixa nestes públicos já citados, deverá buscar suas UBSs para fazer os agendamentos”, explicou o secretário de Saúde de Juazeiro, Fernando Costa. Cada paciente poderá marcar apenas as suas requisições. Marcações de terceiros apenas para familiar ou com procuração.

Texto: Amanda Franco – Ascom Sesau PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube