SAAE inicia fiscalização de caixas de gordura em estabelecimentos de Juazeiro

Início SAAE inicia fiscalização de caixas de gordura em estabelecimentos de Juazeiro


A Prefeitura de Juazeiro, através do Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE), com apoio de fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb), iniciou nesta semana uma operação de fiscalização de caixas coletoras de gordura em bares, restaurantes, lanchonetes e comércios do tipo, na cidade. Nesse primeiro momento o trabalho é de orientação e advertência com prazo de adequação.

O SAAE vem incentivando os comerciários sobre os cuidados com a caixa de gordura, componente de grande importância no sistema hidráulico que previne entupimentos. O equipamento funciona por meio de um sifão que retém a gordura dentro da caixa e a impede de ficar circulando pela tubulação.

Para a engenheira Louise Chiochetta, do setor de manutenção e operação de esgoto do SAAE, a rede coletora de esgoto, assim como todo o sistema de saneamento básico, é um patrimônio de todos nós. “Seu bom funcionamento depende, em grande parte, de sabermos usá-la corretamente. Isto é exercício de cidadania consciente”, afirma Louise.

Caso exista alguma irregularidade, o dono do imóvel recebe uma assessoria técnica gratuita para saber como resolver o problema e também são orientados pela equipe, recebendo o prazo de 15 dias para regularização, para que então os fiscais possam retornar e certificar o imóvel. Caso não tenham sido feitas as adequações propostas pela equipe técnica, será aplicada uma multa.

Caixa de gordura

A caixa coletora de gordura é um item fundamental para que a instalação hidrossanitária do imóvel funcione corretamente, garantindo o bom desempenho do sistema de coleta e tratamento de esgoto. Ela atua por meio da separação física devido à diferença de densidade da gordura e da água. Desta forma, a gordura fica retida dentro da caixa e não circula pela tubulação prevenindo entupimentos causados pela gordura provenientes da lavagem de louça ou manipulação de alimentos.

Texto: Welington Alves – Ascom/SAAE/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube