Professores da Escola Iracy Nunes repudiam supostas acusações de assédio moral na unidade e classificam como “falas caluniosas” mensagens contra a gestão municipal

Início Professores da Escola Iracy Nunes repudiam supostas acusações de assédio moral na unidade e classificam como “falas caluniosas” mensagens contra a gestão municipal

Professores efetivos e contratados da Escola Municipal Iracy Nunes da Silva, localizada no distrito de Itamotinga , se manifestaram a respeito de supostas acusações de assédio moral cometido na instituição de ensino e a atuação dos professores durante período de requalificação da unidade. Na nota, assinada por 28 professores, os profissionais se referem as acusações como “mensagens maldosas que se propagam nas redes sociais” e afirma que “o corpo docente repudia as falas caluniosas feitas contra a gestão”.

Segue a nota na íntegra:

NOTA DE REPÚDIO e ESCLARECIMENTO

Caros colegas, gostaria muito de esclarecer mensagens maldosas que se propagam nas redes sociais.

Primeiro, somos professores efetivos e contratados do Colégio Iracy Nunes da Silva, Itamotinga – BA
Não compartilhamos e não aceitamos que pessoas se posicionem, colocando em evidências a opinião de uma pessoa como se fosse de todas.
O corpo docente repudia as falas caluniosas feitas contra a gestão.
A escola passa por processo de reestruturação e reconstrução e tem sido cuidada com muita resonsabilidade pela gestão municipal e também pela gestão de Lilian nossa Gestora e Luís Cláudio nosso vice-gestor.
É uma MENTIRA que estamos sendo forçados a voltar as aulas presencias.
A gestão tem se esforçado muito em priorizar os melhores interesses dos nossos alunos, levando em conta tudo que envolve isso.
A VERDADE é que nós professores do colégio Iracy Nunes da Silva olhamos para o nosso aluno,
é tudo por eles e para eles, e sim, tendo as garantias de segurança que “sempre tivemos” nós professores, gestão e pais dos nossos alunos sempre iremos optar pelo melhor para eles.
Também entendemos que esse(a)”professor”(a) não fala pelos engenheiros.

Vale ressaltar que, essa pessoa que fez essa denúncia está mal informada dos acontecimentos da escola, visto que a mesma já se encontra em reforma e ampliação, a ordem de serviço foi dada quarta-feira, 06/07/2022. Logo, as palavras colocadas sobre assédio não condiz ao posicionamento da equipe gestora, uma vez que a equipe é comprometida em dar seu melhor sempre, a equipe vem exercendo um trabalho de excelência proporcionando sempre o melhor para todos da equipe.
NÃO EXISTE NENHUM ASSÉDIO por valores, as senhoras que compõe a equipe da cozinha por solidariedade aos professores que moram longe e não tem como trazer ou fazer seus almoços, fazem e nós professores de forma VOLUNTÁRIA contribuimos e custeamos os gastos.
Nós que compomos a equipe de professores repudiamos qualquer atitude que não condiz com a opinião de todos colocando-nos em qualquer tipo de suspeita.
Sem mais, assinam
Ronaldo dos Santos Oliveira
Ivonilson Oliveira dos
Santos
Maria Gildene dos Santos
Queiliane Santos Da Silva
Claudeni Dantas dos Santos
Ana Ludmila Gonçalves de Oliveira
Sineyde da Silva Leite
Eliane Pereira de Sousa
Maria Ceilâny Rocha
Samuel Barbosa de Miranda Filho
Lucinalva Damasceno
Elizangela de Barros Santos Oliveira
Maria Aurileide Rodrigues da Silva Carvalho
Tatiane de Sousa Santos
Joana Regina Dias Lima
Francilene Rodrigues dos Santos
Wilma e Santana Amorim
Priscila Rafaela de Oliveira Mota
Meiry Lúcia
Adriana Moreira de Souza
Geisiele de Souza Teotonio
Bruno Henrique de Souza Ribeiro
Silvane Pionorio de Menezes Fernandes
Rogéria Marina de Souza Alves
Lucijane Campos Barros
Reginaldo Rodrigues de Carvalho
Carlos Jader Fama Avelino
Ana Carla Rodrigues Guimarães

Ascom PMJ

Compartilhar