Prefeitura de Juazeiro reforçará ensino híbrido com construção de estúdio próprio para gravação de materiais educacionais

Início Home Prefeitura de Juazeiro reforçará ensino híbrido com construção de estúdio próprio para gravação de materiais educacionais

A rede municipal de ensino de Juazeiro já aderiu ao ensino híbrido, tendência que consiste na “aliança” entre o ensino presencial e metodologias remotas de suporte, bastante utilizado durante a pandemia da Covid-19. Por aliar tecnologias aos processos tradicionais de ensino, essa tendência traz melhorias aos processos de ensino e aprendizagem dos alunos, e entendendo essa nova realidade no segmento, a Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), está investindo cerca de R$ 170 mil na construção de um estúdio próprio para gravação de materiais educacionais, para disponibilização nas plataformas remotas de ensino do município.

O estúdio, que já está em fase de construção, é localizado no Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM), no prédio da Escola de Formação de Educadores Parlim (Efep) e seu projeto arquitetônico contempla sala de gravação com revestimentos e pisos acústicos e anti-chamas, portas acústicas, recepção, sala de descanso, sala de espera, copa e depósito.

O equipamento será utilizado por profissionais da Seduc para gravação de aulas remotas, materiais de apoio ao ensino e outros conteúdos educacionais, que serão disponibilizados em canais oficiais da Seduc, como a Plataforma Escola Presente, a TV Escola Juazeiro e o canal Seduc Juazeiro-BA, no YouTube. A previsão de entrega do estúdio de gravação é já na segunda quinzena de março.

“Essa é mais uma iniciativa que estamos desenvolvendo, considerando essa nova realidade na Educação. A tecnologia é algo que já faz parte das nossas vidas, inclusive dos estudantes, e é um aspecto que ficou bem evidente e necessário com a pandemia. Oferecer ferramentas que potencializem o ensino, através de metodologias remotas, e meios para sua produção e acesso, são metas da gestão Suzana Ramos para o segmento”, explicou a secretária de Educação e Juventude, Normeide Almeida.

Texto: Brena Souza – Ascom/Sesau/PMJ

Compartilhar