Prefeitura de Juazeiro investe em programas educacionais adotando medidas pedagógicas estratégias para manter os alunos nas salas de aula

Início Prefeitura de Juazeiro investe em programas educacionais adotando medidas pedagógicas estratégias para manter os alunos nas salas de aula

Prefeitura de Juazeiro investe em programas educacionais adotando medidas pedagógicas estratégias para manter os alunos nas salas de aula

Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária - ADEAPAutarquia Municipal de Abastecimento - AMACasa dos ConselhosChefia de GabineteCompanhia de Segurança, Trânsito e Transporte - CSTTInstituto de Previdência de Juazeiro - IPJSecretaria de Administração - SEADSecretaria de Comunicação - SECOMSecretaria de Cultura, Turismo e Esportes - SECULTESecretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e DiversidadeSecretaria de Educação e Juventude - SEDUCSecretaria de Finanças - SEFINSecretaria de Gestão de Pessoas - SEGESPSecretaria de GovernoSecretaria de Meio Ambiente e Ordenamento UrbanoSecretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano - SEDURSecretaria de SaúdeSecretaria de Serviços PúblicosServiço de Água e Saneamento Ambiental - SAAE

Autor: Comunicação

Prefeitura de Juazeiro investe em programas educacionais adotando medidas pedagógicas estratégias para manter os alunos nas salas de aula

Unindo forças para garantir os direitos das crianças e adolescentes através de programa educacional, a Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), reuniu nesta terça-feira (11), técnicos verificadores da Seduc e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedes) e agentes comunitários da Secretaria de Saúde (Sesau), para participarem […]

11/10/2022 16h29 Atualizado há 2 meses atrás


Unindo forças para garantir os direitos das crianças e adolescentes através de programa educacional, a Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), reuniu nesta terça-feira (11), técnicos verificadores da Seduc e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedes) e agentes comunitários da Secretaria de Saúde (Sesau), para participarem da formação de Agentes Comunitários de Saúde e Técnicos Verificadores do Programa Busca Ativa Escolar.

O programa que tem como tema “Fora da escola não pode”, é desenvolvido de forma intersetorial, reunindo profissionais da Seduc, Sedes e Sesau, além dos Conselhos de Educação, Tutelar e da Criança e do Adolescente. Os representantes destes setores formam uma comissão que conta com uma plataforma online gratuita desenvolvida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que auxilia no trabalho dos agentes de saúde e técnicos verificadores nos casos de abandono escolar com a execução de ações que promovam o retorno e a permanência dos alunos na escola.

Na ocasião, compuseram a mesa solene, o secretário de Educação e Juventude, Wank Medrado; a secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Amélia Pedra; o assessor especial, Teobaldo Pedro; a coordenadora do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e conselheira municipal da Criança e do Adolescente, Aparecida Vieira; Francisco Pereira de Morais, Juiz da Comarca de Juazeiro; Christiane Alli Fernandes, procuradora do trabalho do município; e Lino Marques, presidente do Conselho Municipal de Educação que ministrou a formação para o público presente.

A gestora política do programa Busca Ativa Escolar, Alexandrina Araújo, destacou como o plano de ação desenvolvido pelo programa pode auxiliar nas estratégias de combate a evasão escolar. “A Busca Ativa Escolar é uma metodologia social composta por uma ferramenta tecnológica que permite um planejamento cuidadoso do retorno de crianças e adolescentes para a escola, por meio de ações intersetoriais que assegurem a permanência do estudante após o seu retorno. O programa atua diretamente no combate à exclusão escolar, entendendo que as instituições de ensino são responsáveis por acessar as distintas realidades dos seus alunos e assim, poder criar estratégias efetivas de retorno e permanência dos mesmos na escola. O objetivo é oferecer um currículo escolar e proposta pedagógica que atendem as reais condições do aluno para que ele se sinta pertencente ao contexto, além de políticas públicas e sociais que atendam às necessidades apresentadas”, comentou Alexandrina.

Segundo o secretário de Educação e Juventude, Wank Medrado, por meio do programa, o município terá dados concretos que possibilitarão planejar, desenvolver e implantar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar. “A escola faz parte do sistema de garantias de direitos da criança e adolescente, assim, o objetivo da iniciativa é coletar e fornecer informações que auxiliem no combate à exclusão escolar, utilizando uma metodologia e ferramenta tecnológica exclusiva para identificar crianças e adolescentes fora da escola, além da utilização de materiais orientadores que, irão traduzir ações em concretude, incorporando políticas públicas exitosas na reintegração desse público nas escolas, integrando a população nas ações de valorização e transformação do novo modelo de gestão municipal, com responsabilidade na promoção do desenvolvimento”, disse.

”Participar dessa formação é muito importante para que as equipes competentes, permaneçam engajadas em resgatar estudantes que tem idade escolar, mas estão fora da escola, buscando reverter a evasão escolar, além de apontarmos os dados no sistema da ferramenta, possibilitando o acompanhamento do trabalho que está sendo realizado, atingido as metas existentes na plataforma. Fora da escola não pode, esse é o nosso compromisso, juntamente com a gestão Suzana Ramos que tem desenvolvido um trabalho participativo nos cuidados, na inclusão e, no retorno de nossas crianças e adolescentes que se afastaram da escola por algum motivo”, declarou Maria Betânia Pereira, vice-gestora da Escola Municipal 2 de Julho.


Texto: Camila Santana – Ascom/Seduc/PMJ

Fotos: João Pedro Soares/PMJ


Facebook Instagram Youtube