Prefeitura de Juazeiro capacita profissionais do Hospital São Lucas para atendimento no Ambulatório Trans

Início Prefeitura de Juazeiro capacita profissionais do Hospital São Lucas para atendimento no Ambulatório Trans

Prefeitura de Juazeiro capacita profissionais do Hospital São Lucas para atendimento no Ambulatório Trans

Autor: Comunicação

Prefeitura de Juazeiro capacita profissionais do Hospital São Lucas para atendimento no Ambulatório Trans

A Prefeitura de Juazeiro encerrou sua programação do Maio da Diversidade, nesta segunda-feira (31), com o treinamento de profissionais no Hospital São Lucas. Através de uma parceria com a Faculdade de Medicina Estácio de Sá, a unidade de saúde está sendo preparada para receber os primeiros pacientes do Ambulatório Trans de Juazeiro. Coordenado pela Diretoria […]

01/06/2021 13h52 Atualizado há 2 anos atrás

A Prefeitura de Juazeiro encerrou sua programação do Maio da Diversidade, nesta segunda-feira (31), com o treinamento de profissionais no Hospital São Lucas. Através de uma parceria com a Faculdade de Medicina Estácio de Sá, a unidade de saúde está sendo preparada para receber os primeiros pacientes do Ambulatório Trans de Juazeiro.

Coordenado pela Diretoria de Diversidade da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES), o ambulatório vai acompanhar pacientes em transição de gênero ou que precisam passar pelo processo de hormonização. “Esse ambulatório é um projeto da prefeita Suzana Ramos e que visa garantir o cuidado para transexuais e travestis. Nós agradecemos muito a disponibilidade e a parceria com o Hospital São Lucas e a Faculdade Estácio. Juntos, vamos proporcionar um atendimento humanizado e o acompanhamento hormonal seguro para essa população”, declarou a diretora de Diversidade, Eva Suene.

Durante o treinamento, a equipe definiu o fluxo de atendimento e orientou os recepcionistas e enfermeiros do hospital. “Esse foi um momento para discutir questões como o combate à LGBTfobia, direitos da comunidade LGBT e o respeito ao nome social das pessoas transexuais e travestis. Buscamos instrumentalizar os profissionais que vão atender a população LGBT para garantir um atendimento humanizado, sem preconceito, sem discriminação e acolhedor para essas pessoas que são o público-alvo do nosso ambulatório”, explicou o técnico da Diretoria de Diversidade, Andrey Antony.

Atendimento

Os atendimentos no Ambulatório Trans serão realizados por uma médica especialista em sexualidade, cedida pela Estácio de Sá, e devem ser iniciados ainda na primeira quinzena de junho.

Texto: Eneida Trindade – Ascom/SEDES/PMJ


Facebook Instagram Youtube