Nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro explica a importância da alimentação no dia a dia do diabético

Início Nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro explica a importância da alimentação no dia a dia do diabético

Nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro explica a importância da alimentação no dia a dia do diabético

Autor: Comunicação

Nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro explica a importância da alimentação no dia a dia do diabético

A alimentação é um fator muito importante para a saúde das pessoas. Quando o assunto é diabetes, ela é, em muitos casos, determinante para uma vida mais saudável. Uma alimentação balanceada, orientada por um nutricionista, pode evitar agravamento da doença. A nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau), Beatriz Lopes, explica a importância dos […]

31/08/2021 7h00 Atualizado há 1 ano atrás

A alimentação é um fator muito importante para a saúde das pessoas. Quando o assunto é diabetes, ela é, em muitos casos, determinante para uma vida mais saudável. Uma alimentação balanceada, orientada por um nutricionista, pode evitar agravamento da doença. A nutricionista da Secretaria de Saúde de Juazeiro (Sesau), Beatriz Lopes, explica a importância dos alimentos para pacientes com diabetes.

“O nutricionista é tão importante quando o endocrinologista para o diabético. Ambos precisam caminhar juntos. O controle da glicemia não é feito apenas com a medicação, mas a alimentação é aliada nesse processo, pois, quando feita de forma adequada, evita picos glicêmicos”, explicou Beatriz Lopes.

Os carboidratos, que no organismo são transformados em açúcar, precisam ser quantificados pelo nutricionista. Tem alimentos que possuem baixo índice glicêmico e podem estar mais presentes na alimentação do diabético e outros, de alto índice glicêmico, que precisam ser evitados.

Segundo Beatriz Lopes, alimentos como ameixa fresca, maçã, pera, melão, amendoim, leites e derivados (como queijos e iogurte), repolho, pepino, alface, tomate e abobrinha podem ser consumidos diariamente pelos diabéticos, pois possuem baixo índice glicêmico. “Outros alimentos como kiwi, laranja, pêssego, uva, morango, pipoca, batata doce, cenoura e inhame, que possuem médio índice glicêmico, podem estar na alimentação de uma pessoa com diabetes, mas não tão constantemente, e sim de forma eventual”, disse.

Quem tem diabetes precisa evitar alimentos como abacaxi, melancia, manga, milho, arroz branco e alimentos com farinha branca (pães, biscoitos e massas), pois estes possuem índice glicêmico alto e podem levar a picos de glicemia. Mas a nutricionista explica que, mesmo tendo que ser evitados, existem formas de consumir estes alimentos, aliando-os à fibra. “O importante é balancear estes alimentos no cotidiano. A melancia, por exemplo, pode ser consumida com uma fibra, como chia, aveia e linhaça, por exemplo. O cuscuz pode ser molhado junto com a aveia. Essas fibras retardam a velocidade da absorção do açúcar no sangue, evitando que haja pico de glicemia”, explicou Beatriz Lopes.

Dia do Nutricionista

O mês de agosto encerra homenageando o nutricionista, um profissional importante para a saúde das pessoas e que pode atuar de diversas formas como nos hospitais onde cuida da dieta dos pacientes, nos consultórios com atendimento, ou mesmo na indústria de alimentos e na gastronomia, por exemplo. Neste dia 31 de agosto, a Sesau parabeniza todos estes profissionais que realizam suas atividades priorizando a saúde e o bem estar da população.

Texto: Amanda Franco – Ascom/Sesau/PMJ


Facebook Instagram Youtube