Juazeiro vivencia Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Início Juazeiro vivencia Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Juazeiro vivencia Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Secretaria de Saúde

Autor: Comunicação

Juazeiro vivencia Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Até o próximo dia 08 de fevereiro, a Secretaria de Saúde de Juazeiro está vivenciando a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência. A proposta é estimular nas Unidades Básicas de Saúde do município a discussão sobre o assunto dentro do programa de planejamento familiar. Atualmente, 111 adolescentes grávidas estão em acompanhamento na rede […]

04/02/2021 8h20 Atualizado há 2 anos atrás

Até o próximo dia 08 de fevereiro, a Secretaria de Saúde de Juazeiro está vivenciando a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência. A proposta é estimular nas Unidades Básicas de Saúde do município a discussão sobre o assunto dentro do programa de planejamento familiar.

Atualmente, 111 adolescentes grávidas estão em acompanhamento na rede pública de saúde de Juazeiro – sendo 5, com idade entre 10 e 14 anos, e 106 entre 15 e 19 anos.

A diretora de Atenção Primária de Juazeiro, Marcela Oliveira da Silva Moura diz que o mais importante é a prevenção através da educação, de forma compreensiva e integrada, para que adolescentes e jovens adotem um comportamento sexual responsável. “A gente faz o acolhimento dessas adolescentes  dentro do programa de planejamento familiar e apresenta os métodos contraceptivos que são oferecidos gratuitamente em toda a rede”, destacou Marcela.

Instituída pela Lei nº 13.798/2.019, a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência tem o objetivo de disseminar informações sobre medidas preventivas e educativas que contribuam para a redução da incidência da gravidez na adolescência.

Os riscos e as consequências da gravidez na adolescência, além da mortalidade materna, envolvem o nascimento prematuro, aborto, rompimento do útero, entre outros. E com a grande mudança de vida, essa adolescente vai deixar a escola por conta da gravidez e do puerpério (pós-parto), porque a criança precisa da mãe”, completou Marcela.

Adolescentes

Pessoas com idades entre 10 e 20 anos incompletos representam entre 20% e 30% da população mundial. Estima-se que no Brasil essa proporção alcance 23%. A taxa de gestação na adolescência no Brasil é alta, com 400 mil casos/ano.

Texto: Maria Lima – Ascom/Sesau/PMJ


Facebook Instagram Youtube