Iniciativa inovadora, TV Escola Juazeiro reforça ensino na rede municipal e atrai novos públicos

Início Iniciativa inovadora, TV Escola Juazeiro reforça ensino na rede municipal e atrai novos públicos


Lançada em novembro de 2021, a TV Escola Juazeiro, uma iniciativa pioneira no município, gerida através da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), tem a proposta de levar aulas de reforço escolar, no contraturno das aulas presenciais da rede municipal. Pensada para ajudar a atenuar os efeitos da pandemia na educação municipal, o recurso educativo tem ultrapassado fronteiras e alcançado também pessoas de diferentes idades e cidades.

Através da TV Escola Juazeiro, que funciona no canal 7.2 da TV aberta, já foram veiculadas, em média, 300 aulas por mês sobre os diversos componentes curriculares que compõem a matriz curricular de Juazeiro. Estudantes dos segmentos Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) são contemplados com conteúdos exclusivos, produzidos por professores vinculados à Seduc.

A estudante Talita Santos Ribeiro, que cursa o 5º ano na Escola Municipal Professora Leopoldina Leal, falou sobre os benefícios da iniciativa. “A TV Escola facilitou minha vida porque não precisa de internet e é um reforço no conforto de casa. É muito bom pra quem não tem celular e nem internet, ensina ao aluno várias coisas que não sabemos, todas as disciplinas de forma legal e divertida, fazendo experimentos”, contou.

Para a superintendente de Ensino da Seduc, Willany Cunha, a proposta inovadora da TV Escola atende a uma necessidade criada pela pandemia. “Pensamos em um recurso que pudesse ser acessível aos alunos da nossa rede pública. A TV Escola cobre quase 100% do nosso alunado e auxilia, juntamente com outras alternativas, no trabalho intenso de ensino e aprendizagem tão importante para suprir defasagens decorrentes da pandemia de Covid-19”, explicou Willany.

Conhecimento sem fronteiras

Além da sede e mais oito distritos (Carnaíba do Sertão, Itamotinga, Junco, Juremal, Mandacaru, Goiabeira e Pinhões), o alcance do sinal da TV Escola também chega a cidades como Petrolina (PE) e atrai novos públicos. Na cidade pernambucana, a auxiliar administrativa, Andrea Beatriz Santos, informou que também assiste ao canal. “As aulas da TV Escola me ajudam em meus estudos para concurso. A forma como os professores trabalham essas disciplinas me faz relembrar a época de escola e facilitam o aprendizado de questões mais complexas que dependem de um conhecimento prévio”, explicou Andrea.

Bastidores e conteúdo

Atualmente, 22 professores preparam e ministram aulas sobre Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Geografia, História, Língua Inglesa e Empreendedorismo. A produção de todo material pedagógico é supervisionada pela equipe de Ensino da Seduc e também conta com uma coordenação técnica, formada por profissionais de suporte, tanto para a performance dos professores, quanto para a atenção ao visual dos conteúdos exibidos, com assistentes de cena, de apresentação pessoal, além de técnicos capacitados para criação cenográfica e de edição audiovisual.

Por meio de um fluxo de trabalho organizado para garantir a qualidade na veiculação das aulas em consonância com as atividades presenciais, os professores apresentam conteúdos educativos e reforçam a qualidade no ensino.

Para o professor de Inglês, Augusto César, a experiência tem sido positiva, assim como o feedback da comunidade escolar. “Acredito que a equipe de profissionais do município conseguiu se adaptar ao que nós vivemos, principalmente, alcançando uma quantidade maior de alunos, pela facilidade de acesso às aulas. O feedback tem sido positivo, tanto dos alunos como dos próprios pais, pois eles conseguiram enxergar aquilo que foi proposto por essa nova metodologia e, principalmente, entenderam o que era preciso fazer e entregar para continuar progredindo no ambiente da educação”, destacou o professor.

Além das aulas, a TV Escola também veicula programetes nos intervalos da programação principal, sobre dicas de saúde, experiências nas escolas, tecnologia e informações do cotidiano escolar.

Texto: Brena Souza – Ascom/Seduc/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube