Estudantes da rede municipal de ensino de Juazeiro são premiados pelo projeto MPT na Escola 2022

Início Estudantes da rede municipal de ensino de Juazeiro são premiados pelo projeto MPT na Escola 2022

A Prefeitura de Juazeiro, por meio da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), realizou na manhã desta segunda-feira (08), a solenidade de premiação do MPT na Escola 2022 – “A Escola no Combate ao Trabalho Infantil”, organizado pelo Ministério Público do Trabalho, direcionado a alunos do 4º ao 7º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal de ensino. 

A entrega do Prêmio MPT na Escola aos trabalhos vencedores ocorreu no auditório da Seduc, e a cerimônia foi mediada pelo coordenador Municipal do MPT na Escola, Airton Soares. O projeto tem como objetivo levar a temática do trabalho infantil para a sociedade e promover o combate a esta prática através de atividades artístico-culturais promovidas no espaço escolar.

A solenidade contou com a presença de representantes da Gestão Municipal, do Ministério Público da Bahia (MP/BA) e outras autoridades locais, entre eles, a secretária de Educação e Juventude, Normeide Almeida; o assessor especial, Teobaldo Pedro, representando a prefeita Suzana Ramos; a vereadora Neguinha da Santa Casa; o assistente social do CREAS, Cleiton Barros, representando a secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, Amélia Pedra; a coordenadora de Programas Sociais, Maria Aparecida Vieira, representando o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente; Jorge Thiago Souza, representando o Conselho Municipal de Educação; a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Christiane Alli Fernandes; a superintendente de Gestão Escolar, Programas e Projetos, Alexandrina Araújo; e Jussimara Oliveira, coordenadora municipal do Núcleo de Cidadania de Adolescentes (Nuca) e também articuladora do Selo Unicef na cidade.

Na ocasião, os estudantes Ana Carla Lima e Paulo Henrique Assis, da Escola Dinorah Albernaz Melo da Silva, do bairro Itaberaba, também compuseram a mesa de cerimônia, representando o Nuca, protagonizando a mobilização juvenil do município. A Orquestra da Escola Promenor, do bairro Alto do Cruzeiro, abrilhantou o evento, recepcionando o público com muita música e talento de sobra. O patrono da Academia Brasileira de Contadores de Histórias, William Fernando Soares, também enriqueceu o momento solene, utilizando a ludicidade da contação de histórias na promoção de conscientização no combate ao trabalho infantil.

Premiações

Setenta escolas da rede municipal participaram do projeto, e sete unidades foram premiadas nesta Etapa Municipal. A premiação do Projeto MPT na Escola foi realizada em quatro categorias: conto; poesia; música e desenho. Os vencedores serão inscritos para a Etapa Regional, onde poderão concorrer à Etapa Nacional do MPT na Escola. Davi Hernandes, estudante da Escola Família Unida, localizada no distrito de Massaroca, foi premiado na categoria de desenho, e falou sobre o que aprendeu através do projeto MPT na escola. “Eu aprendi que os pais devem entender que lugar de criança é na escola e que, as crianças precisam acreditar que a educação melhora a vida. As crianças devem ter consciência de que esse prêmio é o caminho para outras conquistas”, disse.

De acordo com Normeide Almeida, secretária de Educação e Juventude, o prêmio do MPT cumpre o objetivo de promover estratégias de conscientização acerca do combate ao trabalho infantil. “Para chegarmos neste momento de premiação, foram realizadas mobilizações com a comunidade escolar, para refletirmos a importância de combatermos o trabalho infantil, que tem tirado as crianças e adolescentes das unidades educacionais. A educação tem um papel importante nesta ação e a gestão Suzana Ramos, trabalha para garantir parcerias e políticas públicas efetivas, desempenhando uma gestão participativa, humanizada, inclusiva e transparente, visando melhorias para nossos estudantes e toda comunidade”, contou.

A procuradora do Ministério Público do Trabalho, Christiane Alli Fernandes, comentou sobre a satisfação de fazer parte do projeto MPT na Escola. “É com muita alegria que participo de mais um ano da etapa municipal do MPT na escola, pois se trata de um projeto do Ministério Público do Trabalho, voltado para o resgate à infância, sensibilizando e capacitando os profissionais de educação sobre a importância de combater o trabalho infantil, além de promover a proteção do trabalho do adolescente”, falou.

O assessor especial, Teobaldo Pedro, pontuou sobre o compromisso da gestão municipal com as iniciativas de combate ao trabalho infantil. “O projeto contempla estudantes e profissionais da educação, contando com a colaboração de todas as demais instituições que integram a rede de proteção, atuantes no combate ao trabalho infantil e adolescente. A gestão Suzana Ramos, além de apoiar a campanha de combate ao trabalho infantil, tem desenvolvido ações de profissionalização dos responsáveis legais dos estudantes das escolas públicas municipais, desenvolvendo políticas que melhoram a condição de renda das famílias e ampliando a inclusão e permanência de crianças e adolescentes na escola” enfatizou. 

Confira as escolas premiadas por categoria:

Conto

– Escola Municipal 15 de Julho

– Escola Presidente Tancredo Neves

Poesia

– Escola de Tempo Integral Professora Iracema Pereira da Paixão

– Escola 02 de Julho

Desenho

– Escola Família Unida 

– Escola Santo Antônio

Música

– Escola Municipal de Pontal

MPT na Escola

O ‘MPT na Escola’ é uma iniciativa da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Coordinfância), do Ministério Público do Trabalho (MPT) que visa combater o trabalho infantil e proteger os adolescentes trabalhadores.

– 

Texto: Camila Santana – Estagiária sob supervisão da Ascom/PMJ

Fotos: João Pedro Soares/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube