Cultura, esporte, diversão e muita irreverência marcaram a 1ª Virada Sociocultural Desportiva LGBTQIAP+ de Juazeiro

Início Cultura, esporte, diversão e muita irreverência marcaram a 1ª Virada Sociocultural Desportiva LGBTQIAP+ de Juazeiro


A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversaidade (Sedes) e sua Superintendência de Políticas Sociais, em parceria com a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte) realizou no sábado (20) a 1ª Virada Sociocultural Desportiva LGBTQIAP+. O evento aconteceu nas quadras poliesportivas da Orla II, e contou com uma programação eclética e variada desde apresentações teatro, dança, poesia, vídeos, esportes e show musical.

A 1ª Virada Sociocultural de Juazeiro teve como objetivo fomentar, reunir e premiar as iniciativas artísticas e esportivas do Vale do São Francisco que representam as vivências e experiências sociais LGBTQIAP+ de Juazeiro.

Os eixos socioculturais e desportivos foram assim constituídos:

Audiovisual: José Roberto da Silva, (Obra: Betinho – 1ª temporada), Harlisson Elliot Silva, (Obra: Sertão Positivo) e Yehoshua Iahueh Evangelista Cunha da Silva (Obra: Persona: Silhuetas que brilham).

Dança: Gabriel de Araújo Gonçalves (Medley Bandiva), Nunila Lisboa Lins (Novo Tempo) e José Nunes de Souza Duarte Neto (Tudo é amor).

Teatro: Odilon Francisco dos Santos Neto (Obra: Fragmento – Antonias), José Nunes de Souza Duarte Neto (Obra: Evolução), e Carlos Araripe (Obra: Em nome do filho).

Artes visuais: Vinícius Kaynan Borges Peixoto Alencar (Librium), Diana Dandara Araújo de Novaes (A sereia e o velho), e Raíra Oliveira Guimarães (Cabelos brancos).

Poesia: Sérgio dos Santos Reis (Obra: Um gênero de amor), Maria Fernanda Rabelo dos Santos (Obra: Ainda tem tempo para mim?) e Karlos Victor da Silva Ferreira (Obra: Noite escura).

Música: Geraldo Dias de Andrade Neto (Obra: Talvez), Apollo Miguel Soares Barbosa (Obra: Pecado) e Bianca Cordeiro (Obra: Querido amor).

Vôlei: Equipe Sark. Equipe Lataba e Equipe Sementeira.

Baleô: Equipe Haley. Equipe Seja Fada e Equipe Poc’s.

As mais variadas linguagens artístico-culturais e competições esportivas, que se inscreveram para o evento, concorreram a uma premiação superior ao valor de R$ 25 mil em prêmios, que foram entregues da seguinte forma: R$ 1.500,00 o primeiro lugar, 1.000,00 o segundo e R$ 700,00 o terceiro. A banca de avaliação das apresentações foi composta pelo bailarino Geraldo Pontes, por Ailton Nery, músico e compositor, Ivo Lancelot, ator e coreógrafo, e do esteticista e carnavalesco, Carlos Cabeleireiro. O show de encerramento da 1ª Virada Sociocultural Desportiva LGBTQIAP+ ficou por conta de Pedrinho e Banda, com um repertório bastante aplaudido.

Texto: André Calixto – Ascom/SEDES/PMJ

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube