Crianças da rede municipal de Juazeiro aprendem de forma lúdica a combater o mosquito Aedes aegypti

Início Crianças da rede municipal de Juazeiro aprendem de forma lúdica a combater o mosquito Aedes aegypti

Crianças da rede municipal de Juazeiro aprendem de forma lúdica a combater o mosquito Aedes aegypti

Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária - ADEAPAutarquia Municipal de Abastecimento - AMACasa dos ConselhosChefia de GabineteCompanhia de Segurança, Trânsito e Transporte - CSTTInstituto de Previdência de Juazeiro - IPJSecretaria de Administração - SEADSecretaria de Comunicação - SECOMSecretaria de Cultura, Turismo e Esportes - SECULTESecretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e DiversidadeSecretaria de Educação e Juventude - SEDUCSecretaria de Finanças - SEFINSecretaria de Gestão de Pessoas - SEGESPSecretaria de GovernoSecretaria de Meio Ambiente e Ordenamento UrbanoSecretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano - SEDURSecretaria de SaúdeSecretaria de Serviços PúblicosServiço de Água e Saneamento Ambiental - SAAE

Autor: Comunicação

Crianças da rede municipal de Juazeiro aprendem de forma lúdica a combater o mosquito Aedes aegypti

Através de atividades lúdicas e interativas, as crianças da EMEI Maria Júlia Rodrigues Tanuri, no bairro Dom Tomaz, receberam a equipe do Núcleo de Educação e Promoção à Saúde (NEPS) da Secretaria de Saúde (Sesau) nesta quarta-feira (16), para uma manhã diferente. Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti, elas aprenderam […]

16/11/2022 20h32 Atualizado há 2 semanas atrás

Através de atividades lúdicas e interativas, as crianças da EMEI Maria Júlia Rodrigues Tanuri, no bairro Dom Tomaz, receberam a equipe do Núcleo de Educação e Promoção à Saúde (NEPS) da Secretaria de Saúde (Sesau) nesta quarta-feira (16), para uma manhã diferente. Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao mosquito Aedes aegypti, elas aprenderam lições valiosas de como evitar a proliferação do inseto.

A instituição recebe crianças a partir de um ano de idade, que ficaram atentas ao que era apresentado pelos profissionais do NEPS, através de personagens como da turma do Chaves. “Sempre temos esses momentos de contação de histórias e essa equipe que vem é show. As crianças se divertem e aprendem brincando. E por ser um assunto tão sério, mas contado dessa forma bem divertida, eles aprendem tudo. Quando voltamos para a sala de aula, que levamos a discussão, eles captaram tudo da melhor maneira possível, porque foi dito a eles na linguagem deles”, contou Francinalva Silvestre, professora do EMEI.

Para o gestor da escola municipal de educação infantil, Rafael Santana, a realização dessas atividades também tem sensibilizado os pais dos alunos. “Já temos uma longa parceria com o NEPS, justamente para desenvolver ações voltadas não só para educação, mas também para a saúde. E as crianças aprendem de fato, interagem, participam e, por conseguinte, quando elas chegam em casa, elas falam para os pais da atividade vivida e os pais também nos dão um retorno falando que são muito interessantes as ações desenvolvidas, justamente para poder conscientizar as crianças desde cedo”, explicou ele.

Mais ações

Nesta quinta-feira (17) as ações educativas continuam na EMEI Maria Júlia Rodrigues Tanuri, no bairro Dom Tomaz. A equipe do NEPS volta a partir das 14h30 para mais uma palestra interativa com as crianças, reforçando a importância de combater o aparecimento do mosquito. Já na sexta-feira (18), ‘Dia D’ da ação, haverá uma palestra para as crianças da EMEI Dilma Calmon Oliveira, no bairro Alto do Quidé, às 08h30 e um mutirão de visitas domiciliares e bloqueio focal.

“Diante da previsão de chuvas, antecipamos o ‘Dia D’ que seria no sábado (19), e iremos realizar mutirões nos bairros Vila Nova Fé e Antonio Guilhermino, escolhidos mediante o índice de infestação predial no segundo ciclo (junho a outubro) com alto e médio riscos de infestação respectivamente. Salientamos que o trabalho do agente de endemias é de suma importância, mas da população também. Por isso, cuidem da área interna e externa do seu imovel e qualquer dúvida, entre em contato pelo serviço ‘Dengue Zap’ (74 98827-9832). Nele é possível indicar a existência de locais que possam servir de criadouros para o mosquito”, enfatizou o supervisor do Núcleo de Endemias da Sesau, Diego Alves.

Texto: Thamires Santos – Ascom/Sesau/PMJ
Fotos: Pedro Angelo/ Ascom PMJ


Facebook Instagram Youtube