#BoraAgir: Escola da rede municipal de Juazeiro desenvolve projeto que promove educação financeira, empreendedorismo e avanços nos níveis de leitura e escrita

Início #BoraAgir: Escola da rede municipal de Juazeiro desenvolve projeto que promove educação financeira, empreendedorismo e avanços nos níveis de leitura e escrita

Inovar nas formas de ensinar é essencial para a aprendizagem. Na Escola Municipal Paulo Freire, localizada no Junco, distrito de Juazeiro, a unidade de ensino desenvolveu uma “Feirinha Pedagógica” para atrair a atenção dos alunos e trabalhar de forma contextualizada e significativa as disciplinas de português e matemática, com o objetivo de desenvolver os níveis de leitura e escrita dos alunos.

A ação, que integra o projeto autoral da Secretaria de Educação e Juventude (Seduc), #BoraAgir, é realizada com estudantes matriculados nas turmas dos 3º aos 5º anos, e é prevista para acontecer sempre às sextas-feiras, dia em que ocorre a aplicação do projeto #BoraAgir nas escolas municipais, dentro da proposta da Parada Pedagógica.

A Feirinha Pedagógica funciona da seguinte forma: ao cumprir regras da sala de aula, o aluno pode acumular até R$26,00, que podem ser subtraídos, em caso de descumprimento. O dinheiro fictício adquirido é utilizado em situações matemáticas, inseridas no contexto de uma “feirinha”. Os alunos, divididos entre feirantes, caixa, empacotador e fregueses utilizam o dinheiro na compra de diversos produtos (lanches, guloseimas, brinquedos, materiais didáticos e acessórios), sempre com lista de compras em mãos e cientes dos valores obtidos e a disponibilidade de troco.

A gestora da escola, Eliana Evangelista, destaca os diversos benefícios proporcionados pela iniciativa, que reforça também habilidades voltadas para o empreendedorismo. “O objetivo do projeto é levar as crianças a desenvolverem os níveis de leitura e escrita, interpretarem situações-problema envolvendo adição, subtração e multiplicação, trabalhar o sistema monetário, educação financeira e a disciplina em sala de aula”, explicou a gestora.

Resultados positivos

Professora nas turmas de 3º aos 5º anos, Leidiane Gomes, já destaca resultados positivos no desenvolvimento dos alunos e reforça que a iniciativa fortalece a Parada Pedagógica, com atividades de base alfabética. “Esse instrumento nos possibilitou trabalhar a partir da realidade do aluno, o que fez com que tivessem uma participação ativa em todo o processo. Ao longo do projeto, foi possível notar o avanço das turmas nos diversos níveis, como também contribuiu para a disciplina dos alunos e assiduidade nas aulas”, finalizou Leidiane.

A primeira etapa do projeto foi realizada no dia 14 de outubro e a ideia é que a feirinha ocorra duas vezes por ano. A segunda etapa está prevista para o mês de dezembro.

Texto: Brena Souza – Ascom/Seduc/PMJ
Fotos: Arquivo pessoal

Compartilhar

Facebook Instagram Youtube