Procon de Juazeiro põe fim à espera de dois anos e consegue entregar diplomas a estudantes de faculdade privada que “fechou” as portas na cidade

Início Procon de Juazeiro põe fim à espera de dois anos e consegue entregar diplomas a estudantes de faculdade privada que “fechou” as portas na cidade

Depois de dois anos de formada, só agora Jussara pode receber o diploma do curso de Pedagogia. A faculdade semipresencial onde ela estudou “fechou” as portas em 2019 e os responsáveis pela instituição foram embora de Juazeiro e não atendiam as ligações telefônicas. Mas depois de tanto tempo de espera, a pedagoga enfim conseguiu receber o tão aguardado documento, graças a intervenção do Procon da cidade.

“Finalmente agora eu posso dizer que sou pedagoga de fato e de direito. É uma emoção muito grande, estou muito emocionada. Nunca perdi a esperança de um dia receber meu diploma, mas foi uma espera muito difícil”, disse aliviada Jussara dos Santos Pereira.

Jussara e outras oito estudantes concluíram o curso de Pedagogia da Unidade de Ensino Superior do Sertão da Bahia – UESSBA – (faculdade sediada em Irecê, mas que possuía um polo de ensino semipresencial em Juazeiro). Em fevereiro deste ano, o grupo de estudantes procurou o órgão de defesa do consumidor e prestou queixa contra a faculdade. A partir de então, o Procon deu início a uma busca para localizar os responsáveis pela faculdade e solucionar *o* problema.

“Depois que recebemos a queixa das estudantes, nós iniciamos um procedimento investigativo para poder encontrar os representantes da faculdade UESSBA. Nós conseguimos encontrá-los na cidade de Teresina, no Piauí, e então começamos a negociação para que eles fornecessem esses diplomas. De forma muito positiva nós conseguimos e agora estamos entregando para as alunas os tão sonhados diplomas. Essa foi a primeira vez que um caso como esse foi apresentado ao Procon de Juazeiro, mas felizmente conseguimos ter sucesso nessa demanda para essas alunas da nossa cidade”, explicou o diretor do Procon, Ricardo Penalva.

(Foto: Marcel Cordeiro/PMJ)

Casos em outros municípios

De acordo com depoimentos das alunas de Juazeiro, estudantes da mesma faculdade do polo de Sento Sé também não teriam recebido os diplomas. O diretor do Procon de Juazeiro orienta que os estudantes prejudicados de outros municípios devem procurar a Justiça ou denunciar o caso ao Ministério Público. Para outras informações, o telefone do Procon de Juazeiro é (74) 3613-4523.

Planos para o futuro

Maria Irene Monteiro do Nascimento é uma das nove estudantes universitárias que recorreram à ajuda do Procon de Juazeiro para ter o direito assegurado de receber seu diploma. Agora com o documento em mãos, a pedagoga já faz planos profissionais para o futuro.

“Sem o diploma, como poderíamos comprovar nossa formação em um curso superior, como poderíamos concorrer a uma vaga num concurso? Eu me inscrevi no concurso da Prefeitura de Juazeiro para professor da rede municipal e no edital pedia o diploma, mas eu só tinha recebido da faculdade o certificado. Então, eu estava muito angustiada. Agora posso fazer a prova do concurso mais tranquila, pois se eu passar vou poder apresentar meu diploma e poder trabalhar. Hoje ter o diploma em mãos representa tudo! Antes, a gente já não acreditava mais que fossemos conseguir, porque procuramos outros órgãos da Justiça, mas só aqui no Procon é que conseguimos uma solução. Eu estou muito feliz e muito agradecida”, comemorou a professora Maria Irene.

Texto: Edísia Santos – Ascom/ Procon/PMJ

Compartilhar