Prefeitura de Juazeiro e Polícia Militar unem forças para levar segurança aos moradores das áreas alagadas com a cheia do rio

Início Prefeitura de Juazeiro e Polícia Militar unem forças para levar segurança aos moradores das áreas alagadas com a cheia do rio

A Prefeitura de Juazeiro e a Polícia Militar montaram um plano de ação para proteger as famílias desalojadas das áreas ribeirinhas e seus pertences. Com a elevação do nível do Rio São Francisco, muitas famílias do bairro Angari deixaram suas residências e foram abrigadas no Colégio de Tempo Integral Paulo VI, onde a gestão municipal montou uma unidade de acolhimento provisório. A Guarda Civil Municipal (GCM) também seguirá realizando seu trabalho nessas áreas.

Para falar sobre as ações, o secretário de Desenvolvimento Social, Teobaldo Pedro, e o coordenador da Defesa Civil, Ramiro Cordeiro se reuniram nesta sexta-feira (21) com o titular do Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN), coronel Valter Araújo, juntamente com a chefe do Centro de Planejamento Operacional e Decisões Estratégicas, major Raquel Reis e o subcomandante da 73ª CIPM, capitão João Oliveira.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil Municipal, o apoio da Polícia Militar é fundamental para dar mais segurança às famílias desabrigadas. “As famílias que estão sendo alojadas aqui na Escola Paulo VI temem o furto de alguns pertences e dos motores das embarcações no bairro Angari, porque infelizmente têm pessoas que nesse momento ainda tiram proveito da situação de inundação para cometer crimes. Também na Ilha do Rodeadouro os comerciantes nos sinalizaram que pessoas aproveitaram esse momento de cheia do rio para furtar as mesas das barracas. Por isso, a presença das forças de segurança nesses locais é de extrema importância para garantir a paz para quem já está aflito por ter que deixar suas casas”, enfatizou Ramiro Cordeiro.

Durante o período em que famílias do bairro Angari permanecerem na Escola Paulo VI, a PM realizará o patrulhamento para evitar invasão das casas e furtos de pertences dos moradores.

“Nós sentimos a necessidade de reunir forças para ajudar a população que está sendo afetada com a cheia do Rio São Francisco. A Prefeitura de Juazeiro nos informou sobre a necessidade de patrulhamento da área, a permanência de viaturas no local. Nós acionamos o comando da 73ª CIPM, responsável pela área do bairro Angari. Teremos todas as modalidades de patrulhamento, com viaturas, policiamento a pé, sempre ajudando essa comunidade, para que os moradores além da situação de calamidade pública, também não sejam afetados por qualquer problema de criminalidade e de pessoas que queiram se aproveitar nesse momento difícil. Todos os problemas de ordem social, queira ou não, acabam afetando a parte de segurança pública e a PM está aqui para ajudar nesse sentido”, explicou a major Raquel Reis.

Texto: Edísia Santos/ Ascom PMJ

Foto: Luan Medrado/PMJ

Compartilhar