Instituto de Previdência de Juazeiro mantém atendimento domiciliar para servidores com dificuldades de locomoção

Início Instituto de Previdência de Juazeiro mantém atendimento domiciliar para servidores com dificuldades de locomoção

Instituto de Previdência de Juazeiro mantém atendimento domiciliar para servidores com dificuldades de locomoção

Autor: Comunicação

Instituto de Previdência de Juazeiro mantém atendimento domiciliar para servidores com dificuldades de locomoção

Os servidores que, por motivos de saúde, não têm condições para se deslocarem até a sede do Instituto de Previdência de Juazeiro podem solicitar o atendimento em casa. A equipe fará uma visita para analisar o caso e tomará as primeiras medidas para resolução do problema ou concessão de algum direito. O serviço foi importante […]

06/10/2021 12h00 Atualizado há 1 ano atrás

Os servidores que, por motivos de saúde, não têm condições para se deslocarem até a sede do Instituto de Previdência de Juazeiro podem solicitar o atendimento em casa. A equipe fará uma visita para analisar o caso e tomará as primeiras medidas para resolução do problema ou concessão de algum direito.

O serviço foi importante para o auxiliar de serviços gerais Wilson Evangelista Souza, que está passando por um processo de recuperação, após uma neurocirugia. “É um trabalho diferente. Geralmente, somos nós que precisamos ir até às instituições. Facilitou muito, não apenas para mim, como também para os meus familiares, já que venho sendo cuidado por eles”, contou.

Facilitar a vida dos segurados é justamente o principal objetivo da assistência em domicílio, segundo o diretor executivo do IPJ, Marcus Onildo. “Sabemos que alguns servidores enfrentam dificuldades para virem até o instituto para passar por perícias, por exemplo. Compreendemos a situação e queremos colaborar oferecendo esse apoio humanizado e qualificado”, afirmou.

Agendamento do serviço

Os servidores que necessitarem do atendimento domiciliar devem entrar em contato com o IPJ, através do telefone: (74) 3612-1883 (o número também funciona como WhatsApp).

Texto: Marcela Cavalcanti – Ascom/IPJ/PMJ

Facebook Instagram Youtube